Cópia de Site - imagens dos textos (1).png

Caqui brasileiro: traçando sua trajetória no mercado internacional

     Apesar de já fazer parte de nossa cultura alimentar, o caqui não é originário do Brasil, mas sim, da China. Seu primeiro contato em solo brasileiro foi no século XIX pelos portugueses,  porém,  foi apenas em 1920 que a fruta se popularizou através da introdução de variedades vindas dos imigrantes japoneses. Além de agradar o paladar de muitos, o caqui é repleto de benefícios para saúde, sendo fonte de licopeno, que auxilia na prevenção do câncer de próstata, além de vitaminas A, C, B1  e B2, cálcio e ferro. Ademais, é considerado um antioxidante por combater os radicais livres, relacionados ao envelhecimento precoce. Desse modo, esse produto se destaca pela sua potencialidade em linhas de comidas saudáveis.

Versatilidade do caqui ultrapassa o setor alimentício

 

     Os atrativos dessa fruta chamam a atenção de compradores principalmente da Rússia e Alemanha. Destaca-se também a perecibilidade da fruta e as dificuldades logísticas para o transporte, o que motivou produtores a buscarem novas alternativas para o fruto, a fim de evitar perdas. Assim, o caqui deixa de ser exclusivo da área alimentícia e passa a fazer parte de artesanatos, incentivando a agroindústria artesanal e gerando uma renda extra para  pequenos produtores. 

A ascensão da produção e a aumento nos investimentos;

        No Brasil, a região com maior produção de caqui é São Paulo, mais especificamente,  Mogi das Cruzes, totalizando em 50 mil toneladas para a safra de 2021, correspondendo a mais de 50% da produção regional. Conhecida como “terra do caqui”, Mogi,  apresenta investimentos na adoção de técnicas e tecnologia, contando com um banco de  germoplasma, contribuindo na ampliação das épocas de colheita. Assim, a crescente importância do caqui pode ser observada pela significativa quantia  investida, como R$ 800 mil do Projeto Microbacias II, a fim de impulsionar a cidade de Santa Isabel.

A importância de uma consultoria internacional

 

        Por fim, vale ressaltar que o Brasil não está presente entre os maiores exportadores de caqui, porém o aumento  de infraestrutura nos projeta para um melhor desempenho no mercado internacional. Deste modo, uma análise de mercado entre outros serviços de internacionalização é fundamental para auxílio e segurança nas exportações de caqui, por isso a Prisma Consultoria Internacional se encontra disposta a auxiliar no sucesso do processo de internacionalização, trazendo maior conhecimento e estabilidade em seus investimentos.

Por Yasmin Fujiwara em 16/09/2021

 

Fontes:

https://glo.bo/2WoVF0d

https://bit.ly/3seBzDD