A tapioca e sua grande aceitação em mercados estrangeiros

Por Nadia Haddad 09/04/2020

  • Os consumidores estão buscando produtos mais naturais;

  • Em 2017, a tapioca movimentou cerca de 86 milhões de dólares;

  • Estados Unidos: maior consumidor de tapioca na América do Norte.

     O consumo da Tapioca, produto proveniente da mandioca, inicialmente comum no Norte e Nordeste do Brasil, não só se espalhou pelo Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país, mas também pelo mundo afora. Os consumidores procuram pela tapioca não apenas pelo seu sabor e versatilidade, mas também pelos benefícios que ela traz, como, por exemplo, por ser um alimento com baixo teor de sódio, sem gordura, rico em carboidratos de fácil digestão e sem glúten. Isso soma-se ao fato de que alimentos saudáveis estão sendo cada vez mais incorporados na alimentação das pessoas. 

     

      De acordo com os estudos feitos pela empresa de pesquisa estratégica Euromonitor Internacional, os consumidores estão buscando produtos mais naturais à medida que adotam um estilo de vida mais saudável. Em 2018, a empresa fez uma pesquisa no Brasil, com pessoas de diversas  nacionalidades latino-americanas, e 48% dos entrevistados escolheram a categoria ‘saudável’ como seu atributo preferido ao comprar alimentos e bebidas. O reflexo deste fenômeno fitness está no segmento de produtos saudáveis, que movimentou, apenas em 2017, R$92,5 bilhões no país. O que se espera é que o ramo continue crescendo e apresente um crescimento geral de 3% até o ano de 2022.

     

      Segundo um estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) com dados da Brasil Food Trends 2020, o mercado de alimentação saudável vem experimentando um crescimento médio de 12,3% ao ano apenas no Brasil. 

   

      A partir de dados levantados pela OEC (Observatório de Complexidade Econômica), em 2017, a tapioca movimentou cerca de 86 milhões de dólares, sendo os Estados Unidos, o Japão e a França os maiores importadores dela neste ano, e a tendência para o futuro é de crescimento da sua exportação. No ano de 2018, 45 empresas exportaram tapioca para os Estados Unidos, maior consumidor desse produto na América do Norte, somando um total de 1,637.32 toneladas métricas.

     

      Exportar esse produto é garantia de sucesso para expandir seus negócios Brasil afora, já que não só a tapioca, mas a culinária brasileira em geral se populariza cada vez mais no exterior, e a busca por alimentos saudáveis só aumenta.

 

Fontes:

https://bit.ly/34vhjQy

https://bit.ly/2UVOj0W

https://bit.ly/2yQsjw0

https://bit.ly/34tikIx

https://bit.ly/2y4D4dP

https://bit.ly/2JTUlJp

ENTRE EM CONTATO

  Rua Monte Alegre, 984 - São Paulo, SP - Brasil

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram