O maracujá é uma fruta originária da América Tropical e possui mais de 150 espécies, sendo a maioria delas originárias do Brasil, onde ela é muito popular. Além do sabor intenso e ácido muito característicos da fruta, ela também se destaca pela sua versatilidade. Várias partes do maracujá podem ser utilizados, a exemplo da polpa, que é amplamente conhecida pelos sucos in natura ou industrializados, e da semente, que vem sendo aproveitada para extração de óleo, o qual se destaca pelo potencial para alimentação e para a indústria de cosméticos.

 

Predominância da produção brasileira  
     

     Percebe-se a grande comercialização da fruta no mercado interno, sendo o Brasil o maior produtor e consumidor de maracujá do mundo. O país é responsável por 70% da produção mundial, com ênfase nas plantações que vão  do Rio Grande do Sul a Roraima, principalmente devido ao comportamento adaptável do fruto a diversas condições de solo e clima. Vale ressaltar que a produção é abrangida em maior parte pelos produtores de pequeno porte, a partir da agricultura familiar.

 

Mercado internacional de maracujá e seu potencial para a exportação
    

     Mesmo sendo o maior produtor, o Brasil ainda não domina o mercado externo, perdendo para o Peru e Equador no quesito exportação. Portanto, os produtores brasileiros ainda têm muitas oportunidades de exploração no mercado internacional. Os dados mais recentes colhidos pela Embrapa apontam que os mais consumidores do maracujá brasileiro são os EUA e a Austrália, com um consumo de respectivamente 3.492Kg e 4.290Kg, obtendo no total com o valor dessas duas vendas o montante de 20.123 milhões de dólares. Vale ressaltar também que o valor mais alto pago pela tonelada da fruta foi feito pela Espanha com valor médio de 4.090,48 dólares, tornando-se assim um mercado que pode vir a se tornar alvo para as exportações. 

Benefícios para a saúde e novos mercados
    

     Outro ponto importante do maracujá são seus benefícios para a saúde. Uma das mais conhecidas propriedades é a calmante, ela está presente em quase todas as espécies e é muito explorada em medicamentos fitoterápicos, principalmente para ansiedade e estresse. Além disso, a fruta também se destaca no auxílio do controle da glicose, já que é rica em fibras que retardam a absorção de carboidratos no organismo, ajuda na imunidade por ser rica em vitamina C e contribui na proteção do coração devido ao seu poder anti-inflamatório. Essa grande variedade de benefícios proporciona, como dito anteriormente, a inclusão do maracujá em diferentes mercados como o farmacêutico e o de cosméticos, expandindo o interesse pela fruta em diversos países.

Importância de uma consultoria internacional
 

     Sendo assim, é perceptível a alta capacidade de crescimento do maracujá do mercado internacional, juntamente com o destaque do Brasil na sua produção e, consequentemente, a sua grande possibilidade de superar seus concorrentes na produção e atender à crescente demanda desse produto nos países afora. 

Por Natália Oliveira Inácio em 27/11/2020

Atualizado por Gustavo Kosimenko e Filipe Bernucci em 25/02/2022

Fontes:

https://bit.ly/352dGq0- Correio Braziliense

https://bit.ly/33QoS8k- Embrapa

https://bit.ly/36dXSOk
https://bit.ly/3o0SnbZ 
https://bit.ly/3nVfaG6 
http://www.iea.sp.gov.br/ftpiea/ie/1992/tec2-0692.pdf 

 


 

Site - imagens dos textos-5.png

O potencial brasileiro na exportação de maracujá