A tendência do jeanswear em meio a pandemia

Por Luiza Chucre 10/09/2021

  • O segmento têxtil se reaquece em meio a pandemia;

  • Países da América do Sul representam os maiores compradores de denim do Brasil;

  • As importações seguem em queda.

    O Brasil constitui um dos maiores produtores e consumidores mundial de denim – ou jeans, como é mais conhecido –, apresentando também grande competitividade nas exportações desse produto. Trata-se de um mercado bem diversificado, englobando consumidores de diferentes idades, gêneros e em distintas estações do ano. Culturalmente, o jeanswear pelo brasileiro é extremamente difundido; ao mesmo tempo que é usado no dia-a-dia, no trabalho e na escola, pode ser associado a um artigo de moda de grife (não à toa é um tecido muito presente nas Semanas de Moda). 

 

   O surto do novo coronavírus vem causando forte impacto econômico no mundo, no entanto, as exportações do denim brasileiro continuam atingindo bons números. De acordo com um levantamento realizado pelo GBLjeans, veículo de comunicação sobre o mercado de jeans no Brasil e no mundo, tomando por base as informações do sistema de comércio exterior do governo brasileiro em 2021, a exportação do tecido aumentou 62% em relação a 2020.

 

   A Argentina voltou a ser o principal destino do denim brasileiro. O país comprou US$935,2 mil, acréscimo de 12% em relação a março do ano passado e um número quase três vezes maior do que as compras de fevereiro. A Colômbia ficou em segundo lugar, seguida pelo Peru (até abril de 2020 o Brasil não exportava denim para o Peru).
 

    Só no primeiro trimestre, o Brasil exportou US$8,52 milhões em denim, 12% a mais do que no mesmo período do ano passado. O aumento das compras colombianas explica, segundo o levantamento, parte do avanço. De janeiro a março, a Colômbia comprou US$2,9 milhões, praticamente o triplo do valor negociado no primeiro trimestre de 2019. 

 

    Enquanto os valores de exportação ganham fôlego, as importações feitas pelo Brasil seguem em queda, principalmente por causa das paralisações na China e da alta do dólar.

 

    Por fim, vale ressaltar que mesmo com as altas na exportação de denim e a boa recuperação do segmento em meio a pandemia do coronavírus, é essencial que haja um estudo de mercado para garantir boas transações. A Análise de Mercado, serviço oferecido pela Prisma com o objetivo de aprofundar a análise a fim de determinar se de fato o país escolhido é uma boa opção de investimento, é uma alternativa para garantir o sucesso de uma exportação. 

 

   

Fontes:

https://bit.ly/3E57MRw

https://bit.ly/3A5BFi0

https://bit.ly/3tzZSLc

https://bit.ly/3A5OIQO

https://bit.ly/2X8hhOK