ENTRE EM CONTATO

  Rua Monte Alegre, 984 - São Paulo, SP - Brasil

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

O mercado de frutos tropicais brasileiros

Por Gabriel Souza 29/08/2019

     Seja pela crescente preocupação com a saúde, ou pelas dificuldades que aparecem com as mudanças climáticas, é inegável reconhecer que os hábitos alimentares da população mundial estão passando por mudanças. Segundo uma pesquisa feita pela revista acadêmica American Journal of Agricultural Economics, a tendência global é uma diversificação maior da dieta até o ano de 2050, com um aumento entre 20% e 42% de produtos vegetais. Essas mudanças na dieta global, somadas ao cenário econômico mundial (como a alta do dólar) podem se mostrar na realidade como uma grande oportunidade para os produtores de frutos aqui no Brasil. 

     Apenas no primeiro semestre de 2019, a exportação de frutas cresceu mais de 20%, e a expectativa é de um  resultado ainda melhor para o segundo semestre deste ano. Porém, apesar dos números parecerem muito promissores, o Brasil ainda se encontra na vigésima terceira posição de maiores exportadores de frutas do mundo sendo superada por países não tropicais como Holanda (sexto) e Espanha (primeiro).

     As frutas mais exportadas pelo produtor brasileiro são: manga, mamão, abacate, banana e graviola. Apesar destes frutos claramente serem um sucesso ao redor do globo, a competição  para a exportação destes produtos internacionalmente mostra-se como um grande desafio, principalmente pelo grande volume que México e Equador ocupam no mesmo mercado.  

     Apesar dos números e desafios citados acima, o Brasil ainda é o terceiro maior produtor de frutas mundialmente, e isso mostra seu grande potencial para exportação neste segmento. A saída pode se mostrar na busca por exportar outros tipos de frutas, que possuem grande notoriedade e popularidade internacionalmente, mas mesmo assim são pouco exploradas pelo produtor. O açaí por exemplo possui grande aceitação no território americano, o guaraná por sua vez além de produzir o famoso refrigerante também é matéria prima para diversos subprodutos, o próprio cupuaçu tem muitas utilidades e pode fazer bastante sucesso no mercado internacional por ser um produto  típico brasileiro e muito particular também.

     O mercado estrangeiro para frutas tropicais talvez nunca tenha sido tão promissor. Tendo em vista que apenas 3 em cada 100 frutas brasileiras são mandadas para fora, mesmo com a baixa demanda interna do produto, buscar a internacionalização pode se mostrar como o caminho mais lucrativo para o produtor.

Fontes:

https://bit.ly/2L59xVu

https://glo.bo/2UdyHUJ

https://bit.ly/31YrRVC

https://bit.ly/2zvaWOn

https://bit.ly/2PmcLYw

  • Produtores de Frutos

  • Exportação

  • Amazônia

  • Frutos Tropicais