Site - imagens dos textos-3.png

A Cúpula do Clima de 2021 e as oportunidades brasileiras

      A Cúpula do Clima de 2021, que ocorreu entre os dias 22 e 23 de Abril, atingiu grande repercussão internacional por seus discursos, decisões e as grandes possibilidades geradas, principalmente para o Brasil, através de um objetivo que abordava a ampliação de metas estabelecidas no Acordo de Paris.

      A princípio, ressalta-se que diversas metas assinadas no acordo assinado em 2015 não foram cumpridas, seja pelos países do norte, seja do sul global. Entretanto, novas esperanças de amenização destes problemas climáticos foram apresentadas, como por exemplo, os EUA se comprometendo a reduzir a emissão de gases de efeito estufa em 50 a 52% até 2030, enquanto que a China visa uma diminuição até o mesmo ano, em 60 a 65%. 

Os impactos econômicos positivos das medidas em prol do clima

    Tais perspectivas e projeções são altamente relevantes para o mercado internacional, uma vez que impactam diretamente a economia dos países, como cita a Diretora-Gerente do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva. Para ela, o combate à mudança climática é um fator central para o equilíbrio econômico e macroeconômico, representando grandes oportunidades de novos investimentos internacionais, junto da maior geração de empregos, além de ressaltar que a infraestrutura verde pode elevar o PIB global em 0,7% nos próximos 15 anos.

Perspectivas para o Brasil

     Tendo em vista estes possíveis ganhos, um dos maiores beneficiados dessa Cúpula do Clima pode ser o Brasil, mesmo sendo um investimento a longo prazo. Dono de uma das maiores florestas do mundo e de uma rica fauna e flora, suas ações de preservação ambiental atraem olhares de todo globo e atualmente de um de seus grandes parceiros comerciais, a China. Embora, por hora, as relações ambientais dos dois Estados não seja forte, elas tendem a se desenvolverem e se tornarem benéficas ao Brasil nos próximos anos. Isto porque, aderir a uma diplomacia verde vai afirmar maiores parcerias ambientais com os países que já possui relações sólidas. Enquanto que junto desse desenvolvimento sustentável com a China, pode atrair diversos investimentos externos que ajudariam a se recuperar de sua atual recessão econômica. 

      Como resultado, poderemos ver o Brasil ganhando uma maior projeção e relevância internacional, em conjunto à uma aproximação a parceiros comerciais e um ganho de investimentos externos de mais de meio trilhão de dólares até 2030, uma vez que temas relacionados ao meio ambiente só crescem dentro do Mercado Financeiro, como ressaltou o economista-chefe do Banco Modalmais, Álvaro Bandeira. É importante salientar a necessidade de ações práticas do Brasil para atingir tais parcerias e números, já que estas elevações só se concretizaram com sinalizações de melhorias na proteção ambiental. 

A importância do auxílio de uma consultoria internacional

     Sendo assim, entende-se como o Brasil tem muito a ganhar com a questão ambiental, podendo melhorar e estabilizar a situação interna, ao mesmo passo que ampliará a possibilidade de parcerias econômicas no futuro. Desta forma, a fim de investir nestes parceiros, uma consultoria internacional pode direcionar investidores a como e onde fazer seus produtos terem melhores atuações no mercado exterior, com uma Identificação ou Análise de Mercado, ajudando-o a expandir suas fronteiras.

 

Por Enzo Toledo em 28/04/2021

   

Fontes:

https://bit.ly/3gKnDeY 

https://bit.ly/3u4zkko 

https://bit.ly/3gSUWMO 

https://bit.ly/3eSFjTl