Chá: a grande aposta para 2021

Por: Natália Pontes, 09/03/2021

  • Grande procura

  • Aumento das exportações

  • Produto promissor

     Não é novidade para ninguém que o agronegócio está muito presente nas exportações brasileiras, porém buscando diversificar essa pauta exportadora, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) colocaram como principal objetivo embarcar ainda mais itens como mel, chás, castanhas e frutas para os mercados estrangeiros em 2021.

 

    Falando exclusivamente do chá, seu consumo já faz parte do cotidiano de diversas culturas, o que explica a grande procura por sua exportação, que vem crescendo de forma significativa. As exportações de chá, mate e especiarias em 2020 mostraram uma inversão da tendência de médio prazo, atingindo US $356,1 milhões, alcançando um crescimento de 14,1% frente ao ano de 2019, que apresentava quedas bruscas desde 2017, obtendo uma melhora impressionante, atraindo a atenção de diversos comerciantes. Os principais destinos das exportações desse setor, em 2020, foram: Uruguai representando 17,5%, Estados Unidos com 14,8% e Alemanha com 10,4%.

 

     A aposta na exportação de chá também se justifica quando analisamos os números de 2021 que, junto com o mate e as especiarias, atingiram US $31,5 milhões no primeiro mês de 2021, o que representou um crescimento de 32,0% quando comparado a janeiro de 2020. 

 

    Vale ressaltar que mesmo com a alta nas exportações de chá, é necessário um estudo de mercado para não correr risco de um investimento mal sucedido, questões burocráticas, concorrência doméstica e internacional, fatores que influenciam muito as vendas de um determinado produto.

Fontes:

https://bit.ly/31WKkEe 

https://glo.bo/3s7gVSe 

https://bit.ly/3d8yttf

https://bit.ly/3s7hbRc