Sem dúvidas o Brasil possui um papel de destaque no que se refere a produção de commodities no cenário internacional, sendo o café um dos maiores exemplos de seu protagonismo. Juntamente com a Colômbia e o Vietña, o país ocupa a posição de maior produtor de café do mundo, possuindo como principais compradores os Estados Unidos, Japão, Alemanha e Itália.

Supersafra em 2020 favorece exportações para os anos seguintes

     Apesar do ano atípico que foi 2020 em detrimento da pandemia do coronavírus, o mercado cafeicultor sofreu uma queda de apenas 1% em relação ao ano de 2019, de acordo com o Centro do Comércio de Café do Estado de Minas Gerais (CCCMG), que interrompeu o crescimento de 2% ao ano nos últimos cinco anos. Além disso, nos últimos meses a produção brasileira se beneficiou das chuvas abundantes que resultaram em um total de 8,1 milhões de sacas na supersafra no mês de Novembro.

     Após fechar o ano de 2020 com chave de ouro, as previsões para 2021 são positivas, segundo  Lúcio Dias, diretor comercial da cooperativa Cooxupé, que afirmou: "É natural que venha um ano de exportações fortes depois de um ano de supersafra”. Assim sendo, as exportações continuarão firmes e o Brasil terá grãos suficientes para atender a demanda, reitera Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé.

Binualidade e clima seco afetam safra de 2021/2022

    No entanto, as expectativas em relação à próxima safra estão baixas em função do calor excessivo e da escassez de chuva em importantes regiões produtoras. Segundo a Marx Solutions,  a produção nas principais áreas de cultivo deverá cair entre 30% e 50% em 2021. As previsões se aproximam de 53 milhões de sacas, queda de 22,45% em relação à produção da safra 2020/2021, de acordo com o Cecafé.

Preços elevados em função do contraste entre oferta e demanda

    Portanto, após um ano de supersafra e preços bons no mercado cafeeiro, a produção para o ano de 2021 tende a reduzir como consequência do clima seco e da bianualidade do grão. Em contrapartida, as exportações brasileiras devem se manter altas bem como os preços que, devido às altas demandas internacionais e a baixa oferta das próximas safras, tende a subir. 

Importância de uma consultoria internacional

     Assim sendo, o mercado se encontra repleto de possibilidades para aqueles que possuem interesses em investir no mercado cafeeiro. Nesse sentido, um serviço de consultoria internacional seria extremamente favorecedor visto que auxiliaria os interessados a encontrar as melhores oportunidades e fechar bons negócios no exterior.

Por Annaluisa Lima em 21/01/2021

Fontes:

https://bit.ly/2YfaVut

https://bit.ly/3iAOVU2

https://bit.ly/3bZ4fbR

https://bit.ly/3p6UWKE

https://glo.bo/39403p7

https://bit.ly/393ZZpn

coffee-beans-2258839_1920.jpg

Café: expectativas e oportunidades no mercado cafeeiro