Arroz: o promissor caminho para as exportações brasileiras

Por: Giovanna Relva 17/09/2020

  • Consumido em todas as regiões do mundo;

  • Alta relevância do Brasil no mercado internacional;

  • Surgimento de novos mercados para o arroz brasileiro.

   O arroz, cereal tão presente no dia a dia dos brasileiros, também é amplamente consumido em todas as regiões do mundo, com destaque para a América Latina, e para os continentes asiático e africano. Além disso, o grão também é considerado pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) como um dos mais importantes alimentos para a nutrição humana mundial. 

   Em junho de 2020,  conforme dados expostos pelo jornal Agro em Dia, as exportações brasileiras de arroz cresceram mais de 1000% em relação ao mesmo período de 2019, fazendo com que a balança comercial do grão atingisse o maior superávit da história, de acordo com a Abiarroz (Associação Brasileira da Indústria do Arroz) e com o Sindarroz-RS (Sindicato da Indústria do Arroz do Rio Grande do Sul). Em termos de valor, o aumento também foi expressivo, contabilizando, de acordo com a Comex Stat, US$108.834.933,00 no primeiro semestre de 2020, representando um aumento de mais de 200% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse súbito aumento pode ser explicado por muitos fatores, como a alta do Dólar e a diminuição das exportações de arroz por países como a Índia e a China. Entretanto, tal como salienta o diretor-executivo do Sindarroz-RS, a importância do Brasil no mercado internacional desse grão não é apenas temporária, visto que há uma tendência de fidelização dos mercados que recebem o arroz brasileiro, o qual apresenta uma qualidade elevada. 

   De acordo com o OEC (Observatório de Complexidade Econômica), entre os principais compradores de arroz brasileiro já consolidados, destacam-se a Venezuela, o Senegal, a Suíça, o Peru, Cuba, Gâmbia, e outros. Ademais, segundo dados do Ministério da Economia, dentre os países que mais compraram o cereal do Brasil durante a alta de 2020, pode-se observar muitos desses compradores listados acima. Contudo, também observa-se nesse ano um aumento súbito das exportações de arroz para países que outrora não eram notáveis compradores, tais como a África do Sul e os Estados Unidos, o que pode culminar em uma consolidação de novos mercados para o arroz do Brasil. 

   As oportunidades internacionais para o arroz brasileiro são expressivas e tendem a prosperar nos próximos anos, assim, a atuação de uma consultoria que forneça informações essenciais para a inserção do arroz no mercado externo é fundamental para que o produtor possa expandir suas fronteiras para as regiões que têm preferência por seu tipo específico de arroz, além de potencial para o escoamento do mesmo, o possibilitando maiores benefícios.

Fontes:

https://bit.ly/32IsmXm

https://bit.ly/35OG8JC

https://bit.ly/3munZad

https://bit.ly/33DPJQZ

https://bit.ly/3kwUW42

https://bit.ly/3hIHecn

https://bit.ly/3ks8U74