ENTRE EM CONTATO

  Rua Monte Alegre, 984 - São Paulo, SP - Brasil

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

O caminhar brasileiro pelo mundo

Por Leila Beija-Flor 05/03/2019

  •   A expansão do mercado de              calçados;

  •   Importância da exportação;

  •   Meios para melhorar a indústria;

  •   Novos horizontes.

     

   O setor de calçados é um importante setor industrial brasileiro, sendo  responsável por cerca de 0,5% das exportações nacionais, gerando 1,32 bilhões de dólares como valor de exportações. Nos últimos anos, o ramo buscou sua expansão, almejando inovação e consolidação no mercado global.

       A exportação é um veículo essencial para a retomada do crescimento econômico do Brasil e é um dos responsáveis por facilitar a entrada de recursos externos para a nação. Segundo a  Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), foram enviados ao exterior, no ano de 2018, cerca de 113,47 milhões de pares de calçados, sendo que apenas em dezembro as exportações somaram 13 milhões de pares e, aproximadamente, 98 milhões de dólares.

    Nos últimos anos, a exportação de calçados apresentou aumento de receita e também  no número de pares exportados, possibilitando a dinamização do setor. Impulsionada por investimentos em inovações técnicas e tecnológicas, a renovada qualidade dos produtos aumentou a competitividade dos sapatos brasileiros no mercado internacional.

     A Abicalçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), tendo como objetivo ampliar os mercados das empresas brasileiras, chegou a promover a maior feira de calçados do mundo, a The MICAM, de modo que essa iniciativa proporcionou maior visibilidade internacional do produto brasileiro e com isso surgissem novos mercados, ampliando as opções para a exportação.

     Mesmo sofrendo com uma queda de 10% em 2018, os Estados Unidos continua sendo o principal mercado alvo dos produtos brasileiros, com 10,76 milhões de pares por US$ 166,78 milhões, com quedas de 5% em pares e de 12,2% em dólares em relação a 2017. Os norte-americanos são seguidos pelos argentinos, que fecharam o ano comprando 11,8 milhões de pares por US$ 139,38 milhões. O terceiro país que mais importa os calçados brasileiros é a França, que recebeu 7,34 milhões de pares durante o ano de 2018.

     Nesse cenário de ascensão, a internacionalização dos calçados brasileiros apresenta grandes possibilidades para a diversificação dessa indústria. Como um mercado que vem se mostrando estável e com diversas possibilidades de expansão, investir na internacionalização do setor é uma forma de consolidar a economia e maximizar retornos para o capital investido.

Fontes:

https://bit.ly/2C5H3pr

https://bit.ly/2QfVUGp

https://bit.ly/2NId63u

Acesso em 04/03/2019