ENTRE EM CONTATO

  Rua Monte Alegre, 984 - São Paulo, SP - Brasil

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

Moda sustentável: um mercado para se ficar atento

Por Lara Alves 01/09/2017

  • Reconhecimento da moda sustentável;

  • Oportunidades do nicho no mercado;

  • Crescimento com suporte do público;

  • Internacionalização: fator essencial para o sucesso dos pequenos empreendedores;

  • Sustentável é a nova moda

 

     

     A sustentabilidade é muito discutida em todas as instâncias da sociedade, desde produtores à consumidores. É um assunto de extrema relevância no mundo contemporâneo devido ao abuso dos recursos naturais. Esse tema tem chamado atenção e ganhado espaço na indústria da moda. Os pequenos ateliês e produtores notaram um aumento da demanda por mercadorias eco friendly e esse movimento tem, de fato, aberto as portas e a cabeça das marcas para o caminho da moda sustentável.

     A adoção de práticas ecológicas é um desafio a ser alcançado por todos e, logo, uma vantagem competitiva. A tendência é que a competição e a aceitação aumente, segundo o Sebrae (Serviço Brasileiro de apoio às micro e pequenas empresas). Além disso, a mudança da mentalidade do consumidor fez crescer o nichos de moda ecológica, tanto para o público interno como para exportação. Os grandes nichos ecológicos  são: produção com fibras naturais (como algodão orgânico, linho ou lã) ou com fábricas alternativas, como aquelas que reutilizam garrafas pet; reutilização de retalhos, tecidos ou materiais sintéticos descartados por outras indústrias; ecobags e malas feitas com materiais reciclados.

     A moda consciente tem ganhado novos fãs ao redor do mundo. Esse ano 14% dos consumidores norte americanos mostraram mais interesse em sustainable fashion, dois pontos percentuais a mais do que no ano passado segundo um relatório postado pela Business of Fashion. O movimento de conciliar valores como esses e adicionar criatividade nas peças tem unido fortemente os defensores da sustentabilidade ao redor do mundo junto aos grandes estilistas corporativos.

 

    O mercado consumidor desses tipos de produto tende a aumentar em 2017. No Brasil, a previsão é que o faturamento da indústria têxtil alcance 421 bi de dólares no final do ano, as exportações têm crescido 5% no último ano o que contribuiu na geração de cerca de 10 mil empregos no país.  Logo, os empresários que quiserem investir em moda sustentável devem seguir algumas estratégias, como observar estratégias importantes de venda, investir em marketing e ter conhecimento dos possíveis compradores. Diversificar as plataformas de venda e ter um público alvo bem definido já é um ótimo passo para se obter sucesso nesse mercado.

 

     Considerando que o mercado da moda sustentável tem crescido exponencialmente a internacionalização deste negócio pode gerar bons resultados. Um bom exemplo são as Mole Bags, um produto de Caxias do Sul (RS) produzidas com tiras  de lã reutilizadas que está ganhando espaço no mercado de mala. Sua produção tem aumentado cada vez mais devido aos pontos de vendas em Nova Porque, México e China, de 150 unidades por mês à produção mensal atual de 250 malas.

 

     A  moda sustentável tem ganhado cada vez mais espaço no mercado, por causa principalmente dos pequenos produtores. Esse nicho está fazendo do verde o novo preto. Moda ecológica traz consigo outros valores importantes como solidariedade econômica, geração de emprego, novos investimentos e um novo ramo da moda. A moda não é sobre olhar para trás, pelo contrário, significa olhar para frente, inovar e os pequenos produtores estão liderando o caminho.

 

Fontes

Acessado em 4 de agosto de 2017

https://goo.gl/SCQBRJ

https://goo.gl/Ay5iW5