ENTRE EM CONTATO

  Rua Monte Alegre, 984 - São Paulo, SP - Brasil

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

Maquiagem: um mercado em ascensão

Por Gabriela Mendonça 19/04/2017

  • O consumo exponencial de maquiagem;

  • Consumidores fiéis e frequentes;

  • Brasil com um dos mercados de maquiagem mais fortes do mundo;

  • A exportação da produção nacional.

O mercado maquiagem ocupa o terceiro lugar no ranking mundial de consumo, segundo dados de 2015 da Abihipec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos). Mesmo com a recessão financeira, ele mantém sua colocação de forma sólida. França, Estados Unidos e Alemanha são os maiores exportadores do mundo, com a primeira, segunda e terceira posição respectivamente.

      As principais consumidoras são mulheres de 19 a 25 anos, um perfil de jovens altamente conectadas à internet, que frequentemente a utilizam como meio de efetuar compras. A tendência é de que esse impulso de consumo permaneça conforme as consumidoras envelheçam. Outro aspecto que contribui para o aumento das compras é a propensão do público feminino em tornar-se vaidoso cada vez mais cedo¹.

    O Brasil, com 9,4% do consumo global de cosméticos, ocupa a 42º posição no ranking de exportações de maquiagem, contando com um aumento significativo de 2015 (US$ 71.291) para 2016 (US$80.496)². Apesar da desaceleração do crescimento de consumo, o mercado brasileiro deve aumentar em 30% entre 2015 e 2018, segundo pesquisa da Mintel (empresa de pesquisa de mercado). Mesmo com a crise financeira no país, por exemplo, o setor de maquiagem ganhou mais de 2 milhões de novos consumidores em 2016 (um crescimento inferior à inflação do ano anterior)³.

   Um mercado estrangeiro em ascensão para as maquiagens brasileiras é o Oriente Médio (principalmente os Emirados Árabes que importam 40% das mercadorias destinadas à região). A participação no total das vendas ainda é pequena - cerca de 3,3% das exportações - mas cresce a cada ano: em 2015, as vendas brasileiras para os países árabes superaram US$ 5 milhões, número superior em U$1,3 milhões ao ano anterior.

     Em uma análise geral, nota-se uma grande ascensão do mercado de maquiagens (crescimento de 6% em 2016, segundo The NDP Group), estímulo que se deve principalmente ao aumento das vendas das maquiagens de luxo (ascensão de mais de 12% em 2016). Nesse sentido, um diferencial da América do Sul em relação a Europa e Estados Unidos e seu potencial atrativo de marcas e investidores.https://editor.wix.com/html/editor/web/renderer/edit/5c8fc86f-43c2-44d5-936a-5b3eb927d237?metaSiteId=28e22ba9-6234-4c7d-88bb-ea6c8c80f1b7&editorSessionId=1b8c3719-a808-4046-be00-967d3227a269&referralInfo=my-account

 

Fontes:

Acesso em 16/02/2017

¹Nielsen: https://goo.gl/1EigVc

²International Trade Centre (ITC): https://goo.gl/8gnxVq

³Nielsen: https://goo.gl/UWN6PQ