Cópia de Site - imagens dos textos.png

Farinha de milho: uma alternativa em ascensão

  • Segundo produto com maior crescimento das exportações;

  • Brasil como principal produtor de carne bovina;

  • Ciclo pecuário e a exportação brasileira.

Mercado de carne bovina

 

      Como resultado de um grande investimento na tecnologia que ocorreu por décadas, o Brasil se tornou um dos mais importantes países produtores de carne bovina do mundo. Diante da produtividade e qualidade do produto brasileiro, a carne bovina tornou-se um alimento de competitividade tão grande que alcançou o mercado de mais de 158 países ao redor do mundo. Isso, sendo que no começo do ano de 2022 vários novos países passaram a importar carne bovina do Brasil, o que demonstra o crescimento do mercado.

      Além de sua popularidade internacional, a carne bovina do país também se mostra indispensável para os brasileiros, que, mesmo com a alta do valor da carne, continuam consumindo carne bovina brasileira, sendo que 73,9% da produção bovina brasileira é dedicada ao consumo interno.

 

Os números do mercado 

 

      Em 2020, de acordo com a Abiec - Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne -, o Brasil foi o maior produtor de carne bovina e teve o maior rebanho bovino, sendo responsável por 18,8% dessa produção a nível mundial. Atualmente, a exportação de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada já representa 4% das exportações do país, com um faturamento de R$7,5 milhões. 

No ano de 2019 a exportação brasileira de carne bovina foi estimada em 1,828 milhões de toneladas, enquanto a de 2020 subiu para 2,69 milhões de toneladas, segundo os dados publicados pela Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne). Isso demonstra uma exportação recorde para o país, representando um aumento de 8% na exportação desse produto.

      Já em 2022 o cenário de exportação de bovinos demonstra-se positivo. De acordo com a CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - a carne bovina in natura foi o segundo produto mais embarcado, totalizando, até meados do mês de março, U$ 889,5 milhões, demonstrando uma alta com relação ao mesmo mês do ano de 2021.

 

Vale a pena exportar carne bovina?

 

      Dessa forma, o mercado de carne bovina, que vem crescendo cada vez mais, se mostra promissor. Além da própria tendência de crescimento desse mercado, a alta da carne devido ao ciclo pecuário: em época de alta dos preços, o pecuarista investe na atividade, aumentando a capacidade produtiva; depois, em um segundo momento, os preços param de subir, fazendo com que a população consuma ainda mais o produto, de forma a aproveitar o “baixo preço”, com relação ao antigo. O contrário também acontece, pois é algo cíclico, para evitar que o preço suba indefinidamente. Isso mostra ser um bom momento para exportar carne bovina.

 

Por: Ana Letícia Piedemonte em 16/07/2022

Fontes:

https://bit.ly/3yOgKRa

https://bit.ly/3PxbSXn

https://bit.ly/3IGgvfH

https://bit.ly/3cenpfX

https://bit.ly/3IH4IOf

https://bit.ly/3PdHcLf